É possível reverter o envelhecimento e o adoecimento do aparelho cardiovascular?

O paciente C. W., 56 anos, 85,5kg, 1,76 cm, contador aposentado, iniciou o tratamento conosco em outubro de 2010.

 

“- Gostaria de perder a barriga. Tomo há 10 anos remédio para abaixar o colesterol. Tive ereção matinal até os 50 anos, agora raramente. Minha performance sexual diminuiu 50 %. Demoro mais para ter uma ereção. Diminuiu o volume que eu ejaculo. Faço atividade física 5 vezes por semana, às vezes vou obrigado, e no fim do dia já estou muito cansado. Minha memória e a capacidade de concentração pioraram. Estou desmotivado. Sinto mais frio. Meus olhos ficam inchados.”

 

Os exames de sangue demonstraram : Uma deficiência dos hormônios da tireoide e da testosterona. Aumento do açúcar no sangue. Anemia. Processo inflamatório.

 

Iniciamos o Tratamento Hormonal + Dieta + Vitaminas.

 

Após 30 dias: “- A performance sexual, minha disposição e memória melhoraram bastante, 50%. Voltaram as ereções matinais, meus olhos estão menos inchados. Parei de dormir à tarde, e durmo bem à noite. Estou transpirando menos.”

 

O ultrassom da tireoide evidenciou aumento e inflamação da glândula.

 

No ultrassom da carótida foram encontradas Placas calcificadas e a espessura de 0,8 e 0,9mm da média intimal.

 
Após 60 dias de tratamento: “- Melhorei bem! Acordo às 6 da manhã, pronto, ligado. Melhorou meu humor. Estava meio acabado.”

 

Em setembro de 2014, agora com 60 anos, após 4 anos de tratamento médico, o paciente se encontra, 6,5 quilos mais magro, 4cm a menos de cintura abdominal. A pressão arterial passou de 133 x 92 para 11 x 76.

 

A anemia desapareceu, as deficiências vitamínicas e hormonais foram corrigidas, a taxa de açúcar no sangue baixou de 103 para 93.

 

Um novo ultrassom da carótida demonstrou desaparecimento das placas calcificadas e diminuição da espessura da média intimal para 0,6 cm! diminuindo assim seu risco para doenças cardiovasculares como o derrame e o enfarto!

 

“- Dra., não sabia que isto pudesse acontecer!”

 

Este paciente criou 3 filhos trabalhando muito, 12 horas por dia, e se planejou para se aposentar e aproveitar a vida junto a sua família, praticando esporte e atividade física que ele ama. Escolheu a cidade em que iria viver, o clube que frequentaria diariamente.

 

Não me parece justo que depois de décadas de trabalho intenso ele não pudesse desfrutar com saúde e disposição do futuro que ele planejou viver.

 

Me sinto honrada de ter esta participação positiva em sua vida, e após 4 anos de tratamento ele casou a primeira filha, já é vovô e é um homem bonito, forte, musculoso, cada vez mais saudável, alegre e feliz.

 

Todos nós merecemos e podemos ter uma terceira idade feliz, ativa e saudável.

 

Faça uma parceria com seu médico Endocrinologista, mude seu estilo de vida e deixe a Medicina te ajudar a acrescentar saúde e qualidade aos seus anos de vida.

 

Muito agradecida a Deus e a Medicina por poder estar compartilhando esta história com você, que você também possa escrever a sua história de saúde e felicidade.

Deixe eu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.