Como a dieta ortomolecular age no organismo?

A pele fica viçosa e o cabelo e as unhas mais fortes.

 

As vitaminas ajudam a prevenir problemas cardíacos ao restringir a ingestão de carne vermelha, rica em gordura saturada, que prejudica a saúde do coração e de frituras, que elevam o colesterol.

 

A perda de peso deve-se a refeições pouco calóricas, mas recheadas de nutrientes essenciais para o corpo.
O intestino funciona porque a dieta contém cereais integrais, frutas e verduras com fibras.

 

O cansaço e o stress diminuem com a reposição de vitaminas, minerais e aminoácidos (um pedaço de proteína), que dão mais energia ao organismo. Combate o... Continue lendo

Chef de cozinha emagrece 15 quilos em 8 meses

A paciente C.V. de 38 anos, 1,64 m, 2 filhos, veio para consulta médica em 9 de fevereiro de 2012, muito triste já que seu bebê saudável estava com 1 ano e três meses e ela estava muito acima do peso, 92 kg.

“- Está tudo ruim, meu trabalho, meu casamento. Engravidei com 65 kg. Agora estou muito deprimida e sem energia desde a hora em que acordo. Minha memória está ruim, e minha menstruação não está certinha. Dói minha nuca ( sua pressão arterial estava alta, 138 x 95 ), meus pés incham e eu tenho câimbra dirigindo. Ando irritada. Meu cabelo está caindo e minha unha está fraca. Ainda estou amamentando.”

 

Solicitamos 80 tipos de exames de... Continue lendo

Chá Verde

Tem atividade antioxidante e anticancerígena. A Clínica Mayo, em 1998, fez um trabalho que demonstrou que o consumo de chá verde (4 à 6 xícaras por dia) inibe a proliferação do câncer, principalmente da mama, esôfago, fígado, pulmão, pele e estômago.

 

É útil em casos de cirrose, doença cardiovascular (enfarte, derrame, pressão alta e ajuda na prevenção – afina o sangue) e gripe.

 

Ajuda no funcionamento dos rins, olhos e na prevenção da recaída em casos de câncer.

 

É fonte natural de AAS.

 

Fumantes que tomam chá verde tem 45% menos chance de ter câncer de... Continue lendo

Carne vermelha aumenta risco de câncer

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos revelou que o consumo de grandes quantidades de carne vermelha ou de carne processada pode aumentar o risco de câncer.
Os cientistas do Instituto Nacional do Câncer Americano dizem que um em cada dez casos de câncer de pulmão e de intestino poderia ser evitado se as pessoas diminuíssem a ingestão de carnes, presunto, salsichas e bacon.

 

Os estudiosos analisaram a dieta e o histórico médico de 494 mil pessoas com idades entre 50 e 71 anos. Aqueles que consumiam mais carne tiveram, ao longo de oito anos, 25% mais chances de serem diagnosticados com o câncer de intestino e 20% mais para o câncer de... Continue lendo